Witzel autoriza a reabertura parcial de shoppings, bares e restaurantes no RJ

Atividades esportivas de alto rendimento, como o futebol, estão liberadas, sem público, e mediante a aplicação de protocolos de higienização

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, autorizou a flexibilização do isolamento social no estado, liberando, a partir deste sábado (6), a reabertura parcial de restaurantes, shoppings, bares, entre outros. A decisão publicada em edição extra do Diário Oficial, na noite desta sexta-feira (5), contraria alguns pontos do plano de retomada gradual da cidade do Rio de Janeiro, composto por seis fases, com 15 dias de duração cada.

De acordo com a decisão desta sexta-feira, a liberação do retorno às atividades pelo governo fluminense depende de alguns requisitos de segurança, como a distância mínima de 1 metro entre pessoas, a disponibilidade de álcool em gel 70% e a obrigatoriedade de uso de máscaras de proteção facial por clientes e funcionários de estabelecimentos comerciais.  

No caso de bares e restaurantes, pede-se que o atendimento se restrinja a 50% da capacidade de lotação. Shoppings centers e outros centros comerciais poderão funcionar das 12h às 20h, incluindo praças de alimentação, também até o limite de 50% da capacidade total. A permissão não se aplica às áreas de recreação, cinemas e teatros. 

Pontos turísticos também estão autorizados a abrir com o limite de 50% da capacidade de lotação. Parques, praias e lagoas poderão ser usadas para a prática de esportes, mas aglomerações devem ser  evitadas.

Atividades esportivas de alto rendimento, como o futebol, estão liberadas, sem público, e mediante a aplicação de protocolos de higienização. 

Igrejas e outras organizações religiosas também poderão funcionar, desde que respeitada a distância de 1 metro entre as pessoas.

Barracas de feiras livres de alimentos também terão de ter 1 metro de distância cada uma e disponibilização de álcool em gel 70%. Atividades culturais estão liberadas na modalidade drive-in

Prorrogação 

Entre as atividades prorrogadas até o dia 21 de junho, estão aulas presenciais das redes de ensino estadual, municipal e privada; cinemas, teatros e outras atividades coletivas; academias; visitas
a unidades prisionais e pacientes diagnosticados com a Covid-19, internados na rede pública ou privada; além da permanência em praias, rios lagoas e pisicinas públicas. 

A decisão acontece no dia em que o estado do Rio de Janeiro atingiu 6.473 mortes e 63.066 casos confirmados de Covid-19. No Brasil, o número de vítimas pelo novo coronavírus soma 35.026, enquanto o total de diagnósticos são de 645.771. 

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e