Fabrício Zava lança o videoclipe “Vem”

Print page

Andando pelas ruas da cidade de São Paulo, investigando lugares e as relações humanas. Foi este o contexto escolhido pelo cantor Fabrício Zavapara gravar o videoclipe de “Vem”, música de trabalho do álbum Intersecções, primeiro disco brasileiro traduzido em Libras na íntegra e disponibilizado gratuitamente em todas as plataformas digitais.

“Vem” é o meu chamado, o meu sussurro em tempos esquecidos e (des)amados. Essa canção surgiu pra mim no momento em que li a respeito de uma mulher que morreu em seu apartamento e só foi encontrada 42 anos depois.  Foi o maior esquecimento que já ouvi falar! O mundo se esqueceu dela, e ela se esqueceu do mundo. Olhei ao meu redor, para os 60 metros quadrados que me envolviam em São Paulo, e me percebi esquecido, congelado, enterrado, entulhado, empilhado. Onde mora o seu amor? Sai pelas ruas em busca, eu e meu estandarte” – explica Fabrício Zava.

Fabrício Zava nunca imaginou que falar de amor iria aproximar tanto as pessoas do seu trabalho. Cantor, compositor, ator, produtor e diretor musical, o multiartista resolveu explorar o tema “AMOR” de uma forma muito especial.

O resultado? Um projeto chamado #OAMOR, feito em parceria com a diretora artística Ester Freire, que acabou desaguando em diversas vertentes tão potentes, que originaram um disco repleto de significados, com um processo de criação totalmente diferente do convencional.

O processo de criação foi formado por uma pesquisa musical sobre o tema amor, disponibilizada na internet através de 360 vídeos com participações especiais como a de Brás Antunes (filho de Arnaldo Antunes), Liniker, Claos Mozzi, entre outros.

O público pôde acompanhar toda a jornada do artista, que fez questão de compartilhar em suas redes sociais cada evolução de sua pesquisa, inspirada pelo sociólogo Zygmunt Bauman, para criar um disco sobre as relações na sociedade contemporânea, sobre o amor em suas variadas formas, sobre as conexões e sobre as… INTERSECÇÕES.

Nas ruas, em intervenções, escutou histórias de amor e transformou o cotidiano em música. Juntou-se com parceiros muito especiais e agora disponibiliza para o grande público o resultado de todo esta construção, quase que artesanal, de um disco sensível, poético, feito com muito… AMOR.

O disco, em seus arranjos, mescla diversas influências do artista e aposta na “diversidade”. Narra, em partes com humor, fases de uma relação: A intensidade da descoberta, as saudades sem fim, os aprisionamentos disfarçados, os comodismos do tempo e as marcas deixadas. O disco inicia com um chamado ao Amor com a música “Vem”, e encerra com uma pergunta quase obvia: “O Que é o Amor?”.

O álbum Intersecções é um conjunto de afetos trocados em cada ação do projeto, e conta com uma grande diversidade, que se refletiu nos arranjos e ritmos, não se fechando em um único gênero. É fruto da interação entre artistas parceiros, poetas e cada pessoa que se deparou com o projeto ao longo de mais de um ano de pesquisa.

Conheça esse projeto lindo, intenso e cheio de personalidade que pretende alcançar os mais variados públicos de forma leve, sensível, porém questionadora.

 

FICHA TÉCNICA

Produção: Moviola – Mídia Livre

Direção e Montagem: Ana Carolina Moraes

Assistência: Lucas Silvestre, Júnior Silva

Direção Artística: Ana Carolina Moraes, Fabrício Zava

Elenco: Acacio Zavanella | Ayiosha Avellar | Bruno Silvério | Drica Monticelli | Jefferson Matias | Laruama Alves

Banda: Voz e Vocais: Fabrício Zava | Baixo: Fernando Perre | Bateria: Pepe Dmarco | Percussão: Adilson Camarão | Piano: Mantovani Neto | Violão: Fabio Zava e Fabricio Zava | Produtor Fonográfico: Pedro Montessanti

*Foto destaque: Ana Carolina Moraes

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e