Um jardim lindo nem sempre é lindo para todos

Como um projeto paisagístico pode vir água abaixo com a entrada de novos moradores de quatro patas

Vômitos, náuseas, falta de coordenação, pupilas dilatadas, convulsões. Sinal vermelho, alerta máximo! Seu bicho tá numa viagem e não é das boas. Provavelmente viu um monte de folhas bonitas, coloridas e, num rompante de gula, nheco, comeu. E se deu mal.

Quando pensamos que ter um animalzinho dentro de casa é só tirar das ruas ou adotá-los e pronto, esqueça, tem muito trabalho a ser feito antes de largar a coisinha fofinha, linda, leve e solta pela casa.

Antúrio, Comigo-ninguém-pode, Copo-de-leite, Costela-de-adão, Espada-de-São-Jorge, Jiboia, Azaleia, Espirradeira, Begônia, Babosa, Bico-de-papagaio, Coroa de cristo, Dama-da-noite, Hibisco, Hortênsia, Samambaia e Tulipa são apenas algumas das que podem intoxicar seu cachorro. Para os gatos também temos o adicional de Violeta, Lírio, Ciclame, Dracena. Todas lindas e tóxicas.

Ah, você pode pensar, os bichos sabem o que podem ou não comer, não são bobos! Não, de bobos eles não têm nada, mas quando nasceram, a mamãe deles não estava muito preocupada em passear com eles pelo jardim e dar uma aula de Botânica.

Sabemos que os animais comem mesmo muitos matos pelas ruas, para vomitar e ajudar na digestão deles, mas esses são matos de rua, que nascem nas calçadas e não oferecem risco algum. Mas estão ali ao alcance deles. Isso a mamãe deles já avisou, isso pode.

Eu tenho animais peculiares no quesito nutrição: o Negão e a Loira, cachorros, adoram alface e banana. Os gatos, Tinis e Ralph, vão muito bem no mamão e requeijão, respectivamente. Os outros, Barbosa (cão) e Jujuba (gata), magrinhos, não querem sair da dieta.

O tinhorão causa danos muito semelhantes aos do comigo-ninguém-pode

De repente, me lembrei do Dudu, o primeiro, e me lembrei que aqui em casa tínhamos uma jardineira cheia de Tinhorões, parente do Antúrio, tóxico também. Ele dizimou meus vasos, acabou com todas as folhas de Tinhorão e, nada aconteceu a ele. O Dudu deveria mesmo ter sido estudado pela Nasa. RIP.

Agora, se você viu que o seu bicho comeu alguma planta tóxica, notou pelos sintomas que algo vai mal, não invente de fazê-lo vomitar, o indicado é sempre tentar tirar o mato de dentro da boca, sem pânico, evitando que se acumulem entre os dentes e debaixo da língua, minimizando um pouco do veneno. Tem gente que, com a maior boa vontade, diz que deve-se lavar a boca – deles – com sabão, mas cuidado novamente, sabão também é tóxico!
Um paninho úmido, paciência e telefone do veterinário na mão, já é suficiente para livrar seu bicho das drogas.

Pesquise antes de entupir seu jardim de plantas. E nem pensar em brigadeiro depois, larica não é pra bichos.

Por

Jornalista, revisora e redatora. Tem 3 cachorros, 3 gatos fixos e mais um monte ao seu redor. Cuida para que eles não sejam abandonados pelas sarjetas. É editora-chefe das colunas que você lê aqui.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e