Tudo sobre a 2ª edição da Feira do livro de Resende

Segunda edição da Feira do Livro de Resende atraiu atenção de autores de outras cidades

jedisFLIR2016

Fotos: Divulgação

Aconteceu nesse mês de junho, a segunda edição da Feira do Livro de Resende (FLIR) que reuniu autores da região e também de cidades como o Rio de Janeiro, na busca de incentivo da leitura, especialmente de obras nacionais.

Autores como Thalita Rebouças do Rio e Priscila Xavier de Barra Mansão, cidade que assim como Resende faz parte do Vale do Paraíba, marcaram presença no evento, que contou com várias atrações, além dos tão esperados encontros de autores e fãs para fotos e autógrafos. Com várias atrações gratuitas, a FLIR levou um grande público ao Parque de Exposições de Resende. Até os Jedis de ‘Star Wars’ deram uma passada por lá.

A autora Priscila Xavier, que já participou de outras feiras da região e também da Bienal do Rio, respondeu algumas perguntas sobre a FLIR 2016.

OERJ: Você é de uma cidade próxima, o que a motivou a participar da FLIR?

Priscila Xavier: Então a FLIR em Resende é muito bem localizada e a proximidade com a minha cidade fez com que entrasse na rota dos eventos. E por ser aqui na região também me proporciona mais interação com as pessoas, os leitores das minhas obras. Para o escritor não existe limites, onde nos convidar estaremos presentes pois, o mais importante é divulgar tanto a obra como a leitura , incentivar com nossas historias a leitura em nosso pais.

OERJ: O que achou da segunda edição do evento?

PX: A segunda edição ficou ainda mais bonita, muitos mais expositores, espaço muito bem elaborado e sem falar na organização. Eu acredito que essa feira tenha muito mais a crescer e se tornar uma referencia assim como a FLIP em Paraty. E também temos mais autores nacionais do estado e de outros participando no espaço do escritor cedido pela organização.

OERJ: Participou da primeira FLIR, teve mudança de uma edição para outra?

PX: Sim, como disse a feira ficou maior e muito mais bonita. Podemos ver toda cultura de Resende com diversas atrações de música, dança entre outras. Eu adorei a feira. Muitas atrações incríveis, ela consegui superar o sucesso do ano anterior.

OERJ: Você participou da FLIR como autora, mas também como fã, como foi estar lá no mesmo dia que a Thalita Rebouças?

PX: Eu não consegui falar com ela, apesar da feira ter liberado a todos autores esse bate-papo.Porém, minha filha estava lá e consegui o tão esperado autógrafo e me disse meio nervosa: “Mãe ela é linda e muito gente boa”! Ela passou isso todo o tempo, até na hora que eu estava de fora olhando ela e a minha filha, senti que ela merece tudo de bom, que o sucesso e fruto de muito trabalho e carinho com os fãs e, com certeza, esse é o exemplo que quero seguir. Ela atendeu mais de 300 pessoas que esperavam com total atenção e muitas selfies.

OERJ: Pensa em retornar em uma nova edição?

PX: Bom, se me fizerem o convite com certeza eu estarei lá. Precisamos ir onde está os nossos leitores e jamais fazer distinção entre um leitor e um milhão. Cada leitor é único e faz nosso trabalho valer a pena. Não só na FLIR. Em outras feiras, eu sendo convidada, estarei presente.  Eu espero que a feira cresça ainda mais com o tempo e vamos lá, porque ler é abrir caminho para mundos incríveis e para um futuro melhor.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e