Trecho de 270 km de rodovias no Sul é leiloado com deságio de 1,3%

Os municípios ainda passarão a arrecadar o  Imposto sobre Serviços (ISS) referente às receitas obtidas pelas praças de pedágio, o que não ocorre nos modelos atuais

O governo do Rio Grande do Sul concedeu hoje (13) à iniciativa privada, por meio de leilão, 270 quilômetros de rodovias no estado. O certame, realizado na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), teve um único interessado, o consórcio Integrasul, formado pelas empresas Silva & Bertoli Empreendimentos e pela Gregor Participações. Elas ofereceram deságio de 1,3% no valor do pedágio.

O contrato de concessão, de 30 anos, prevê execução de obras de melhoria e exploração dos serviços de operação, conservação, manutenção e ampliação da capacidade da infraestrutura nas rodovias ERS-122 (do quilômetro zero ao km 168); ERS-240 (quilômetro zero ao km 33); RSC287 (quilômetro zero ao km 21); ERS-446 (quilômetro zero ao km 14); e RSC-453 (quilômetro 101 ao km 121). As estradas ficam na Serra e no Vale do Caí.

Investimentos

Segundo o edital, os investimentos deverão ser de R$ 3,4 bilhões e feitos até o sétimo ano da concessão. Estão previstos 116 quilômetros de duplicações, 59 quilômetros de terceiras faixas, 10 quilômetros de ciclovias e a construção de 30 quilômetros de vias marginais, entre outras melhorias.

Os municípios ainda passarão a arrecadar o  Imposto sobre Serviços (ISS) referente às receitas obtidas pelas praças de pedágio, o que não ocorre nos modelos atuais. 

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e