Timbuca e Fiúza, artistas da baixada fluminense, são tema de exposição em Santa Teresa

A entrada da mostra é gratuita e livre para todas as idades

A Galeria Modernistas, localizada no bairro cultural de Santa Teresa, recebe, até dia 22 de setembro, a exposição “Os Quatro Elementos de Timbuca e Fiúza” – uma homenagem póstuma aos dois artistas tão importantes no cenário cultural da baixada fluminense. A mostra, com curta duração, tem coordenação do artista visual Raimundo Rodriguez e texto de abertura da crítica de arte e professora adjunta do IART-DEACP-UERJ Renata Gesomino.

Os artistas Deneir, Jorge Duarte, Julio Ferreira Sekiguchi e Raimundo Rodriguez expõem trabalhos autorais em paralelo as obras de Timbuca e Fiúza pertencentes a seus acervos pessoais.

“Timbuca e Fiúza são dois grandes nomes das artes plásticas que marcam uma produção cultural singular na Baixada Fluminense. Com uma ênfase no contexto cultural popular, suas obras pretendem revelar, de maneira atemporal, a complexidade das poéticas do “proletariado”. Uma beleza que repousa nos calos de mãos que trabalham com vigor, incansavelmente em busca da forma, da cor, do relevo e da profundidade. Reinventam as diluídas práticas e saberes de sobrevivência das áreas periféricas através da arte e de sua inegável necessidade”, descreve Renata Gesomino no texto da mostra.

As obras de Timbuca e Fiúza são elaboradas partir de sobras de matérias-primas como: gesso estuque, latas de alumínio, chapa galvanizada, arame queimado, isopor e infinitas e inimagináveis sobras de tantos outros materiais. Assim como as obras dos quatro artistas contemporâneos que são seus discípulos. Júlio Ferreira Sekiguchi apresenta “pinturas-cartazes”. Deneir esculturas cinéticas. Jorge Duarte apresenta pinturas brochadas. E, por fim, Raimundo Rodriguez apresenta sua série “Latifúndios” e outras obras, que criam uma narrativa com a história de Timbuca, Fiúza e os demais artistas da exposição coletiva.

“Dando continuidade a esses saberes e práticas os artistas Raimundo Rodriguez, Júlio Ferreira Sekiguchi, Jorge Duarte e Deneir de Souza homenageiam Timbuca e Fiúza em exposição coletiva na Galeria Modernistas em Santa Tereza. Provocando uma fissura nos limites estabelecidos pelo campo artístico entre a arte e o artesanato, o erudito e o popular e outras antinomias institucionalizadas, os artistas assumem o legado deixado por Timbuca e Fiúza confundindo os critérios de qualidade e desenvolvendo estéticas subversivas que contrariam as tendências assépticas da arte contemporânea internacional. Cria-se um tipo de brasilidade, a partir da apreensão sensível de fragmentos da materialidade da vida das maiorias, que reflete uma real noção de “povo” – aquele permanentemente invisibilizado e marginalizado pelo poder público”, explica Renata Gesomino no texto da exposição.

A exposição fica em cartaz até 22 de setembro de 2019. A entrada da mostra é gratuita e livre para todas as idades. Para visitar basta comparecer a Galeria Modernistas, que fica localizada na Rua Paschoal Carlos Magno, nº 39, Santa Teresa, Rio de Janeiro. Horários de visitação: quarta-feira a segunda, das 11h às 17h, sendo, excepcionalmente, de 10h às 14h aos domingos. 

SERVIÇO

Exposição coletiva: “Os Quatro Elementos de Timbuca e Fiúza”
Coordenação: Raimundo Rodriguez
Texto: Renata Gesomino
Período: 01 de setembro a 22 de setembro
Local: Galeria Modernistas Rua Paschoal Carlos Magno, 39 – Santa Teresa, Rio de Janeiro
Horário de visitação: quarta a segunda, das 11h às 17h. Sendo aos domingos, das 10h às 14h.
Horários alternativos: reservar por email galeriamodernistas@gmail.com
Telefone: 21 981393892 e 21 34865387  
Entrada: grátis Censura: Livre

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e