Tailândia consegue impedir transmissão do HIV de mãe para filho

Segundo os padrões da OMS, o país é considerado livre da proliferação das infecções por transmissão da mãe ao bebê durante a gravidez quando o índice é inferior a 2%

Comissão Especial da Organização Mundial da Saúde (OMS) informou, em relatório divulgado, que médicos na Tailândia conseguiram impedir que o HIV e a sífilis sejam transmitidos de mãe para filho.

O país tornou-se o primeiro da Ásia a atingir esse resultado, diz o documento da comissão.

Em levantamento feito entre dezembro de 2014 e abril de 2016, o órgão da ONU constatou que na Tailândia a contaminação do feto com o HIV e a sífilis representa 1,91% do número total de contaminações.

Segundo os padrões da OMS, o país é considerado livre da proliferação das infecções por transmissão da mãe ao bebê durante a gravidez quando o índice é inferior a 2%.

Em 2003, segundo o relatório, o nível de transmissão desse tipo de doença por transmissão materna no país era de 10,3%.

*Da Agência Sputnik Brasil

 

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e