“Superferiadão”: Rio e Niterói vão anunciar restrições conjuntas

A restrição a ser aplicada durante esse período foi motivo de divergência entre o governador e os prefeitos no encontro e por isso não houve anúncio oficial

Os prefeitos do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e de Niterói, Axel Grael, vão anunciar na segunda-feira (22) uma série de medidas restritivas para os municípios.

As cidades devem publicar na terça-feira (23) um decreto conjunto com as determinações. Os prefeitos vão apresentar as medidas em uma entrevista coletiva marcada para 14h desta segunda em Niterói, na Região Metropolitana. Pela manhã, os comitês científicos das duas cidades fazem uma reunião virtual.

A decisão foi tomada após terminar sem acordo uma nova reunião entre Paes, Grael e o governador em exercício, Cláudio Castro, realizada neste domingo (21) no Palácio Laranjeiras.

O governador e os prefeitos estão de acordo para a decretação de um “superferiadão” de dez dias no estado, mas, a restrição a ser aplicada durante esse período foi motivo de divergência no encontro e por isso não houve anúncio oficial, o que só deve acontecer nesta segunda-feira (22).

“Essa (superferiadão) é uma de nossas medidas restritivas, mas nada ficou oficialmente decidido. Até a publicação no Diário Oficial podemos ter mudanças”, disse uma fonte ligada ao governador.    

O encontro durou cerca de uma hora e terminou por volta de 11h10. Logo depois, os prefeitos Eduardo Paes e Axel Grael se reuniram com o secretariado na prefeitura do Rio, na Cidade Nova, para alinhar as decisões.

A principal proposta do governador é a criação de um feriado prolongado de dez dias, entre a próxima sexta-feira (26) e o domingo de Páscoa (4). A ideia foi bem recebida pelos prefeitos, até porque a possibilidade de antecipar feriados já havia sido levantada por Eduardo Paes.

No entanto, houve divergência sobre a necessidade de fechamento de setores não essenciais da econômica fluminense. Além disso, os prefeitos esperavam regras mais duras para conter a disseminação da Covid-19 em meio ao agravamento da situação no estado. Integrantes do encontro relataram que o clima ficou tenso entre Paes e Castro diante da resistência do governador. 

A ideia de Cláudio Castro era o escalonamento do horário do expediente, com o funcionamento do comércio entre 8h e 17h e o setor de serviços entre 12h e 20h. Já o horário de fechamento dos bares e restaurantes deveria variar entre 20h e 21h, assim como a capacidade de público nos shoppings, entre 30% e 50%. Já o fechamento ou não das praias e parques ficaria a cargo de cada município.

Essas propostas foram costuradas em uma reunião com representantes de setores produtivos, como supermercados, hotéis, bares e restaurantes, no último sábado. Após o encontro, participantes disseram que o governador descartou a possibilidade de decretar lockdown mesmo com o “feriadão”.

Comitê científico vê sugestões do governo com cautela

A maior parte dos integrantes do grupo, como médicos e pesquisadores, têm defendido o endurecimento das medidas de enfrentamento à Covid-19 por causa da alta na procura por hospitais. Neste domingo, a cidade chegou ao sexto dia seguido com recorde de pessoas com coronavirus internadas em UTI (647), segundo dados da prefeitura às 11h48. 

Dois membros do comitê científico deram opinião no que pensam sobre as medidas discutidas entre governador, prefeitos e o setor econômico do estado. Sobre o “superferiadão”, um deles avalia que a decisão necessita de dados para embasamento.

“Se isso frear a circulação de pessoas e elas ficarem em casa, a medida é válida. Fora isso, pode não fazer muito sentido. Essas reuniões foram realizadas num sábado e num domingo. Que base foi apresentada para isso ser cogitado? Somente o ponto de vista econômico foi avaliado? E o da saúde? Foi analisado?”, indagou.  

Outro médico defendeu fechamento de alguns setores.

“Teremos que ouvir as propostas que serão repassadas pelo prefeito amanhã (22), mas a maioria defende o fechamento de grande parte das atividades econômicas. Essa é nossa posição”, afirmou.

CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e