SP: peixes são vistos nadando em trecho do rio Pinheiros

O rio é competência estadual e a sua área total, de 271 quilômetros quadrados, abrange bairros nos municípios de São Paulo, Embu das Artes e Taboão da Serra

Vídeos de peixes nadando no rio Pinheiros, em São Paulo, foram compartilhados nos últimos dias nas redes sociais, contrariando a expectativa para o curso d’água, que há décadas está poluído a ponto de não ser considerado habitável para a vida animal.

Às margens do rio, foi instalada uma ciclovia, de onde um ciclista conseguiu capturar o registro em vídeo — divulgado inclusive pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Em sua conta no Twitter, o governador relacionou o surgimento dos peixes ao programa de despoluição do Pinheiros, que segundo ele já ligou “mais de 230 mil imóveis em áreas periféricas da cidade” à rede de esgoto. 

“Ainda temos muito pela frente, mas reafirmo nosso compromisso de devolver o rio Pinheiros limpo e despoluído até dezembro de 2022”, escreveu Doria.

A despoluição do rio Pinheiros, um gigante de 25 quilômetros que nasce no rio Guarapiranga e tem a sua foz no rio Tietê, é, no entanto, uma promessa antiga dos governos de São Paulo. Desde a década de 1970 há projetos de limpeza do curso d’água, que foram reanunciados e remodelos por sucessivos governos ao longo do tempo.

O governo informa que as obras possuem um investimento total estimado em R$ 1,7 bilhão. O rio é competência estadual e a sua área total, de 271 quilômetros quadrados, abrange bairros nos municípios de São Paulo, Embu das Artes e Taboão da Serra.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e