“Sou Império sou patente, só demente é que não vê”

Que as coisas não andam bem pelas bandas do Império Serrano o “Mundo do Samba” já sabia, mas que as coisas estão cada vez mais complicadas, aí nem todos sabem. O fato é que o tradicional e histórico Império Serrano está afundado em dívidas contraídas na gestão do presidente da agremiação Átila Gomes.  Mas além das dívidas, também existe uma profunda guerra política que está prejudicando cada vez mais o sonho dos “imperianos de fé” de retornarem à elite do carnaval carioca.

O pleito presidencial que estava previsto para ontem, 18 de maio, foi embargado em pleno exercício. Durante as votações, um oficial de justiça chegou com uma liminar que determinava a anulação da eleição do novo presidente, obrigando inclusive, o fechamento da escola naquele momento. Sabe-se que quem impetrou a liminar foi o atual presidente do conselho deliberativo do Império Serrano, o senhor Cosme Chagas, que segundo consenso momentâneo dos sócios da agremiação, exercerá até a remarcação de uma nova data, o cargo de presidente interino do Império.

Segundo Cosme Chagas, existem muitas irregularidades nas prestações de contas dos anos 2011, 2012 e 2013, apresentadas por Átila Gomes. Outra grave acusação que Chagas atribui à gestão de Átila é a questão dos associados, que triplicaram no período em que Átila esteve no comando, sendo que estes associados nunca contribuíram com a agremiação e não ficaram nem um ano no Império Serrano, o que leva a crer que esse crescimento de associados se deu de forma irregular e fraudulenta.

Cheio de história e tradição, Império Serrano vem enfrentando crises políticas e financeiras.

Cheio de história e tradição, Império Serrano vem enfrentando crises políticas e financeiras.

Vale ressaltar que Átila está suspenso de suas atividades como presidente do Império Serrano, por uma decisão do conselho deliberativo que votou em uma reunião realizada na rua, em frente à quadra do Império Serrano no dia 07 de maio, tendo em vista que os membros do conselho foram impedidos de entrarem na agremiação por seguranças armados que fazem a proteção pessoal de Átila, segundo Cosme Chagas, Átila temia que a reunião fosse realizada porque sabia que seria afastado do cargo, por isso tentou intimidar os conselheiros, que em sua maioria são senhores de mais de 65 anos. O acontecimento foi registrado na delegacia de Madureira.

A disputa pelo cargo de presidente do Império Serrano conta com três chapas que são: “Resgata família Imperiana”, que é a junção de duas chapas lideradas por “Baloeiro” e Vera Lúcia Corrêa; “Sou Império Serrano”, liderada por Luciano Vargem; e uma terceira chapa liderada por Marquinhos Passista.

Agora os membros do conselho deliberativo e alguns sócios beneméritos decidirão uma nova data para as eleições do Império Serrano, que promete ainda muita discussão. Triste mesmo é saber que quem está sendo penalizado com tudo isso é a instituição Império Serrano, uma das escolas de samba mais tradicionais e históricas do mundo do samba.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e