Sou aposentada e sustento minha família: como organizar o orçamento?

Quem está nessa posição sabe que é preciso ter muita disciplina para que as contas não saiam do controle

Ter a responsabilidade de ser a principal fonte de renda de uma família é um desafio e tanto. Para quem está assumindo esse papel e quer um direcionamento para colocar todas as contas em ordem, organizamos um passo a passo para que o seu futuro e de sua família estejam sempre bem cuidados.

Você merece curtir sua aposentadoria com tranquilidade

1) Olhe suas despesas com mais cuidado

Você não precisa anotar cada centavo que sai do bolso, mas é preciso ter um controle da sua média de gastos mensais. Só assim é possível avaliar se você está gastando mais do que deveria. Esse raio-x também permite que você mapeie aquelas despesas que podem ser cortadas ou reduzidas. Se você não tem a menor noção de como o seu dinheiro é distribuído ao longo do mês, este é o momento de começar a fazer essa organização.

2) Monte uma planilha

Não se assuste, montar uma planilha de gastos não é complicado e vai te tomar pouquíssimo tempo. Se quiser facilitar a tarefa, este modelo do Finanças Femininas pode ser útil. A planilha é fundamental para a organização de quem faz trabalho autônomo mesmo depois da aposentadoria, tendo em vista que o rendimento mensal é variável.

3) Distribua seu dinheiro de acordo com a regra dos 50/30/20

Essa tática é ótima para que você gaste sempre dentro de seus limites. Suas despesas fixas (aluguel, contas de casa, mensalidades, etc.) não devem ultrapassar 50% da sua renda mensal. Cerca de 30% devem se destinar ao custeio de despesas variáveis, incluindo seus gastos com lazer. Por fim, os demais 20% devem ser guardados e não é porque você está aposentada que não precisa mais se preocupar com sua reserva financeira.

4) Reveja suas despesas periodicamente

A análise dos nossos gastos são como aquelas limpas que precisamos fazer no armário de tempo em tempo. Muitas vezes ocupamos espaço em nossas gavetas com roupas que nem lembramos que temos. O mesmo vale para o seu dinheiro. Às vezes você continua pagando por serviços e mantendo assinaturas que nem utiliza tanto. Por isso mesmo é válido sempre revisitar os seus gastos e cortar aqueles que já não fazem mais tanto sentido.

Cuide bem do seu dinheiro, que ele cuidará do seu futuro com carinho.

Se planejar com cuidado, dá até para dançar feliz da vida

Maria José é aposentada há mais de 10 anos e sempre sustentou sua família. Mas ela nos contou que ao se aposentar queria pagar tudo para todos. A cada pedido de um filho ou neto, era um saque no caixa eletrônico ou uma passada de cartão. E quando os boletos surgiam, o coração batia forte e ela ficava por muitas vezes sem reservas, e no aperto. Chegou a se endividar com os cartões e pagava altos juros em negociação.

Mas, ela cansou de viver assim!!!

Encontrou uma matéria no jornal que falava sobre organização financeira e decidiu colocar em prática a planilha com seus gastos e foi equilibrando sua aposentadoria.

E começou a dizer não também para seus netos e para certos desperdícios.

“Não precisamos comprar tudo o que vemos pela frente, e nem precisamos agradar a todos só porque sobrou um pouco a mais naquele mês. As economias de hoje, são essenciais para algo super necessário lá na frente.” Citou Maria José.

Então que possamos seguir na organização dos nossos gastos, controlando o salário, pensão, aposentadoria, seja qual for sua fonte de renda. Vivemos dias de instabilidade e não sabemos o que o futuro nos reserva. Por isso, precisamos economizar e fazer um “pé de meia”. Pensar no futuro não é ser “mesquinho” e sim “precavido” para se ter uma boa qualidade de vida!

Espero ter ajudado, e não esqueça de fazer aquela planilha com seus gastos.

Onde há controle, há paz de espírito e alma.

Eu Acredito em Você!

Uma semana cheia de bons negócios para todas nós.

Por

leny.espinola@oestadorj.com.br

* Radialista, Fotógrafa e Palestrante Motivacional.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e