Somos os artistas do espetáculo

A arte nem sempre é entendida. Desde os primórdios sabemos de casos que colocavam a arte sempre como marginal da sociedade. No século passado, durante fases de nossa história, esse conceito foi mais explícito por boa parte da sociedade. Muitas pessoas fugiam de casa para poder se entregar ao ofício. Algumas deixavam o sonho de lado e se engajava em algo que a família acreditava ser realmente um trabalho digno. Representar sempre foi motivo de desprezo. Ser outra pessoa que não você mesmo e, com isso poder dizer e fazer coisas que normalmente não seriam aceitas pela sociedade e seus governantes, é um risco que não se pode correr, pensavam os mais conservadores e políticos de uma época em que a censura cortava quase tudo que os escritores e roteiristas escreviam.

A expressão “viver da arte” soa até hoje como um utópico meio de ser feliz fazendo o que gosta. Sim, pois a arte está em tudo que se faz com dedicação e amor. Um açougueiro, por exemplo, que ama a sua profissão a faz com vontade e amor. O corte correto da carne é algo imprescindível na hora de fazê-la. A picanha, se não for cortada da maneira correta, com certeza ficará dura no preparo do saboroso churrasco. O cirurgião que ama o que faz entende que a cirurgia é sua arte de melhorar e curar seu paciente. É um artista da saúde. Tantas outras profissões e aqui digo sem exceções corroboram para que a vida seja uma arte. Até para nós pobres mortais que acordamos cedo para encarar o trânsito e chegar ao trabalho todos os dias para doarmos um pouco de nosso talento para que o mundo fique melhor. Todos nós temos a arte dentro de nós.

E quem achou que não classificaria o amor como arte enganou-se, pois é uma das mais bonitas formas de arte. Amar é uma arte que poucos têm o privilégio de saber. Fazer com que o ser amado se apaixone todos os dias pela mesma pessoa é algo que só um verdadeiro artista sabe fazer. Amar as diferenças e respeitar o outro faz parte de um pacote de quesitos para o verdadeiro artista. Talento todos nós nascemos com um, seja para inúmeras áreas. Deixá-lo aflorar e explorar sua essência é que devemos fazer todos os dias. Só assim um dia, quem sabe, poderemos viver dele. Não pense você que ainda não percebeu o seu talento que ele não está com você. Está sim, e cabe a você entendê-lo e dar vida a ele.

A arte de interpretar, que faz parte do sonho de muitas pessoas. Virar celebridade, ser famosa, ganhar prêmios, essa arte á a mais difícil de ser entendida e aceita. Até que hoje em dia podemos olhar com uma perspectiva positiva e até interessante, pois vivemos num mundo com mais aceitação do novo, a tolerância é maior e as pessoas aprenderam que o respeito engrandece a alma de quem faz seu uso. Verdade que ainda hoje temos quem critique ou discorde de alguma coisa que ainda não lhe é familiar. Mas podemos enxergar na maioria das pessoas um ar de oportunidade de entender. Entender o outro e respeitar.

A arte ganhou estrada e está fazendo escola. Fico muito feliz em poder dedicar algumas horas de minha vida à arte. Hoje mesmo estou escrevendo algumas linhas aqui para mostrar o quanto ela é importante e o quanto ela mudou a minha vida. Escrever algo é uma arte, pôr pra fora sentimentos e colocá-los num papel é uma arte. Assim como o açougueiro, o cirurgião, o gari, o atendente, o jornalista também é um artista que todos os dias tenta levar algo novo para as pessoas. A arte é isso, levar para as pessoas algo que elas irão fazê-las mais felizes e pensar que a vida vale a pena.

O artista é você, o vizinho, aquele que você esbarrou na esquina. A arte é tudo aquilo que você faz com amor e dedicação e que de alguma forma fará a vida do próximo mais feliz. Então vamos deixar de bobagens e vamos viver. Viver cada dia como se fosse o único. Cada dia com amor e dedicação a tudo que faça. E claro, viva a arte!

Por

Jornalista e comentarista esportivo. Moro em Niterói há 22 anos. Fã de cultura e esportes. Ex-editor em jornais na cidade do Rio de Janeiro. Atualmente me dedico à interatividade cultural. Acredito na importância da divulgação por todos os meios da cultura nesse país.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e