Somos autossuficientes em combustível, mas não posso rasgar contratos, disse Bolsonaro

O presidente disse que países da Europa também estão sofrendo com aumento de preços e problemas com combustível

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou na tarde de sexta-feira (8) de cerimônia da 1 ª Feira Brasileira de Nióbio, realizada em Campinas (SP). Em discurso, Bolsonaro comentou a nova alta do preço do combustível, anunciada pela Petrobras.

“Reclamam do Brasil, aumento do preço de mantimentos, de combustível. Ninguém faz isso porque quer. Não tenho poder sobre a Petrobras. Não vou na canetada congelar o preço dos combustíveis. Muitos querem, mas já tivemos experiência de congelamento no passado”, disse o presidente.

Bolsonaro afirmou que o Brasil é autossuficiente na questão do combustível e ironizou os questionamentos à política de preços.

“Quando se fala em combustível, somos autossuficientes. Ah, mas por que o preço atrelado ao dólar? Eu posso agora rasgar contratos?”, disse.

O presidente disse que países da Europa também estão sofrendo com aumento de preços e problemas com combustível.

“Nos últimos dois meses, o preço do gás subiu 300% no Reino Unido. Mantimentos em vários países já começam a faltar. Desabastecimento, que é pior que a inflação. Lá ninguém tá gritando ‘fora Boris Johnson’ ou  ‘Boris Johnson genocida’”, disse.

A Petrobras anunciou nessa sexta que vai reajustar o preço de venda da gasolina e do GLP, o gás de cozinha. O aumento nos preços passa a valer neste sábado (9) e acontece para evitar desabastecimento, segundo a empresa.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e