Seul: Daniel Nascimento faz história no atletismo brasileiro e bate recorde

Com apenas 23 anos, o corredor fez sua quarta maratona, colocando o Brasil mais uma vez entre os grandes nomes do atletismo mundial

Daniel Ferreira do Nascimento, o Danielzinho, registrou uma sequência de resultados históricos para o atletismo brasileiro neste domingo (17): quebrou o recorde sul-americano na distância mais tradicional do atletismo, os 42km, e superou a marca de 23 anos do maratonista Ronaldo da Costa — de 2h06min05s, em 1998, em Berlim, para 2h04min51s, na Maratona de Seul, na Coreia do Sul.

Agora, Daniel tem o melhor tempo na maratona para um não nascido na África.

Danielzinho ficou em terceiro lugar na prova, oito segundos de distância do vencedor, o etíope Mosinet Geremew, e atrás do também etíope Herpasa Kitesa, segundo colocado.

Com apenas 23 anos, o corredor fez sua quarta maratona, colocando o Brasil mais uma vez entre os grandes nomes do atletismo mundial.

De Paraguaçu Paulista, o atleta conseguiu em Lima, em 2021, a classificação para correr os 42km na Olimpíada de Tóquio, onde liderou a maratona lado a lado ao vencedor Eliud Kipchoge, mas acabou abandonando a prova devido a dores musculares. O clima quente e úmido da capital japonesa prejudicou muitos maratonistas.

Ainda no ano passado, o atleta ficou apenas seis segundos atrás do recorde sul-americano na Maratona de Valência, na Espanha. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e