Sede do jornal Clarín é atacada com coquetéis molotov em Buenos Aires

A sede do jornal Clarín na cidade de Buenos Aires foi atacada na noite de segunda-feira com “artefatos incendiários do tipo molotov”, segundo a Polícia do distrito.

O Grupo Clarín repudiou o ocorrido em comunicado e denunciou o acontecimento.

“Lamentamos e condenamos este grave fato que, à primeira vista, aparece como uma expressão violenta de intolerância contra um meio de comunicação. E aguardamos seu urgente esclarecimento e sanção”, disse a empresa.

O Grupo Clarín divulgou imagens de câmeras de segurança que mostram um grupo de homens jogando bombas incendiárias em uma das entradas do prédio, que estava fechado no momento. Não houve vítimas ou danos materiais relevantes, segundo comunicado da empresa.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández , falou sobre o ocorrido em sua conta no Twitter:

“Quero expressar nosso repúdio ao episódio ocorrido em frente à sede do jornal Clarín. A violência sempre altera a convivência democrática”, disse.

A investigação está em andamento pela Justiça Federal.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e