São Paulo tem 16 cidades em estado de emergência

Franco da Rocha, cidade com maior número de mortes, contabilizando até o momento 15 vítimas dos temporais, deverá receber R$ 8 milhões

Nos últimos dias, o governo de São Paulo reconheceu a situação de emergência decretada por 16 municípios no estado em razão das chuvas. Assim, as cidades com a declaração de grande dificuldade para lidar com os estragos ficam aptas a receberem recursos para lidar com os danos dos alagamentos e deslizamentos.

Tiveram os decretos homologados pelo governo estadual os municípios de Agudos; Maracaí; Torrinha; Avaré; Campo Limpo Paulista; Capivari; Embu das Artes; Santa Isabel; Várzea Paulista; Caieiras; Franco da Rocha; Francisco Morato; Jaú; Mombuca; Monte Mor; Rafard.

Recursos

O governo de São Paulo já autorizou convênios para distribuir recursos para 12 dos municípios atingidos pelas chuvas. Franco da Rocha, cidade com maior número de mortes, contabilizando até o momento 15 vítimas dos temporais, deverá receber R$ 8 milhões.

Segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional, serão destinados R$ 18 milhões a dez cidades afetadas pelos estragos em todo o estado. O dinheiro poderá ser usado para melhorias que reduzam problemas crônicos de urbanização nos municípios.

Mortos e desabrigados

De acordo com a Defesa Civil estadual, desde a última sexta-feira (28), 29 pessoas morreram em todo o estado devido aos alagamentos e deslizamentos de terra, sendo que há ainda cinco desaparecidos. Ficaram desalojadas 4,7 mil famílias e 806 desabrigadas.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e