Sánchez admite disposição de prorrogar medidas para reduzir impacto da guerra

O presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, garantiu nesta terça-feira que está aberto a prorrogar as medidas aprovadas para minimizar o impacto econômico e social causado pela guerra na Ucrânia, que estão vigentes até o dia 30 de junho.

O chefe de governo, em entrevista coletiva concedida antes da reunião do Conselho Europeu, explicou que o Executivo tinha a intenção, desde a aprovação do decreto com as medidas anticrise, de analisar a evolução da situação. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e