Sam Raimi só assistiu 4 filmes do MCU antes de dirigir “Doutor Estranho 2”

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura chega aos cinemas nesta quinta-feira (5)

“Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” promete ser um dos filmes mais imprevisíveis e importantes para apreciar o Universo Cinematográfico Marvel na Fase 4. Para começar, o filme deve continuar as tramas do multiverso da franquia após os eventos de “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa”, então tudo é possível. Além disso, Wanda Maximoff (Elizabeth Olsen) retornará ao grupo pela primeira vez desde “WandaVision”, embora aflita e mais poderosa do que nunca. Jogue algumas aventuras no multiverso, e o que você tem é um filme que deve mudar (ou não) a paisagem do MCU nos próximos anos.

Sendo sincero, uma das coisas mais emocionantes sobre “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” é o retorno de Sam Raimi à cadeira do diretor. Sua trilogia “Homem-Aranha” dos anos 2000, sem dúvida, abriu o caminho para a atual era de ouro dos filmes de super-heróis. Com seus filmes de web-slinger, Rami mostrou que entende esses personagens e histórias, o que o torna perfeito para o MCU. No entanto, embora Raimi fique na história como um dos principais contribuintes para filmes de super-heróis, seu conhecimento do MCU estava surpreendentemente ausente antes de ingressar na franquia.

Sam Raimi é um autoproclamado nerd de quadrinhos que cresceu com uma dieta constante de histórias da Marvel. Dito isso, ele não correu exatamente para ver a miríade de adaptações do MCU que dominaram o cenário das bilheterias desde 2008.

Em uma entrevista recente ao Fandango, o diretor de “Doutor Estranho no Multiverso” discutiu o quão familiarizado ele estava com a franquia antes de aceitar as rédeas da sequência de “Doutor Estranho”. “Bem, já que você tem que dar um conto, vou dar uma resposta em duas partes. Eu tinha visto Homem de Ferro, os primeiros Vingadores, Pantera Negra e Doutor Estranho, e pequenos clipes dos outros filmes.” explicou Rami. O diretor continuou dizendo que “amou” o que viu, mas admitiu que não era nenhum especialista em franquias. 

No entanto, sua falta de conhecimento do MCU não o impediu de enfrentar “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” com confiança. Apesar de não estar familiarizado com os meandros do MCU, seu nerd interior de quadrinhos ainda estava vivo e bem. “Eu era um grande fã dos quadrinhos da Marvel dos anos 70 e 80 e nos anos 90. Então, eu estava super familiarizado com os personagens e suas histórias e suas interações. É nisso que os filmes da Marvel são baseados. Então essa é a minha resposta”, acrescentou.

Por

vanderlei.tenorio@oestadorj.com.br

Jornalista, comentarista de cinema, correspondente no Brasil para alguns veículos portugueses e bacharelando em Geografia pela Universidade Federal de Alagoas.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e