Saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde repercute internacionalmente

O jornal americano The New York Times destacou o embate entre o ex-ministro da Saúde e Bolsonaro em relação às medidas restritivas implementadas para combater a pandemia no país

O pedido de demissão do agora ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, após permanecer 29 dias no cargo, repercutiu na imprensa internacional. “É o dia mais triste da minha vida. Não vou manchar a minha história por causa da cloroquina”, disse, ao entrar em colisão com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por não endossar a ampliação do uso da substância para tratar o novo coronavírus, da forma defendida pelo presidente — e cuja eficácia não tem comprovação científica. 

O jornal americano The New York Times destacou o embate entre o ex-ministro da Saúde e Bolsonaro em relação às medidas restritivas implementadas para combater a pandemia no país. O veículo também fez uma comparação com o ministro anterior, Luiz Henrique Mandetta, que havia enfrentando problemas semelhantes.

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e