Rússia alega “segurança” sobre possibilidade de mísseis em Cuba e Venezuela

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, evitou nesta segunda-feira dar uma resposta clara à possibilidade de a Rússia implantar mísseis em Cuba e Venezuela, alegando que Moscou estuda diferentes cenários para garantir sua segurança.

“No contexto da situação atual, a Rússia está pensando em como garantir sua própria segurança”, disse Peskov em entrevista coletiva, ao falar sobre a possibilidade sugerida na semana passada pelo vice-ministro das Relações Exteriores, Sergey Riabkov, que não negou ou confirmou se o país cogita levar mísseis a Cuba e Venezuela. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e