Rio prorroga por mais dez dias as medidas restritivas contra a Covid-19

As medidas restritivas que estavam já em vigor na cidade do Rio de Janeiro estão prorrogadas até o próximo dia 20 de setembro. As informações constam no Diário Oficial do município desta sexta-feira (10). Com quase tudo reaberto na capital, o decreto em vigor por mais dez dias mantém suspenso o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança. As casas de espetáculo podem funcionar com 60% da capacidade e distanciamento mínimo de 1 metro. Bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques da orla seguem com autorização para servir apenas clientes sentados, com distanciamento de 1,5 metro entre as mesas. Leia Mais Problema de abrir Maracanã para público é “acesso à área externa”, diz Paes Problema de abrir Maracanã para público é “acesso à área externa”, diz Paes Bares lotados são interditados no fim de semana no Rio de Janeiro Bares lotados são interditados no fim de semana no Rio de Janeiro No Rio, passaporte da vacina reduziu em 40% número de atrasados da segunda dose No Rio, passaporte da vacina reduziu em 40% número de atrasados da segunda dose As academias de ginásticas podem ter aulas em grupo, com distanciamento de 1 metro e os shoppings têm autorização para 60% da capacidade, desde que evitem aglomerações e filas de espera. A nova publicação do Diário Oficial, trazia expectativa sobre o público nos estádios de futebol. Mas o novo decreto não faz qualquer menção sobre esse retorno. Na semana passada, a prefeitura anunciou a liberação de público para os próximos jogos do Flamengo no Maracanã, na zona norte da cidade. Os organizadores de eventos são responsáveis por, junto a secretaria municipal de Saúde, requererem a aprovação de evento-teste. As condições para o público, artistas e quaisquer outros profissionais envolvidos na realização são: apresentar comprovação do esquema vacinal, ter testado negativo para a Covid-19 nas 48 horas anteriores ao evento e ficar em locais abertos. Entre a quarta (8) e a quinta-feira (9) o estado do Rio de Janeiro registrou 17.736 casos novos de coronavírus, segundo o Painel da Covid-19 da secretaria de estado de Saúde (SES).

As medidas restritivas que estavam já em vigor na cidade do Rio de Janeiro estão prorrogadas até o próximo dia 20 de setembro. As informações constam no Diário Oficial do município desta sexta-feira (10).

Com quase tudo reaberto na capital, o decreto em vigor por mais dez dias mantém suspenso o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança. As casas de espetáculo podem funcionar com 60% da capacidade e distanciamento mínimo de 1 metro.

Bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques da orla seguem com autorização para servir apenas clientes sentados, com distanciamento de 1,5 metro entre as mesas.

As academias de ginásticas podem ter aulas em grupo, com distanciamento de 1 metro e os shoppings têm autorização para 60% da capacidade, desde que evitem aglomerações e filas de espera.

A nova publicação do Diário Oficial, trazia expectativa sobre o público nos estádios de futebol. Mas o novo decreto não faz qualquer menção sobre esse retorno.

Na semana passada, a prefeitura anunciou a liberação de público para os próximos jogos do Flamengo no Maracanã, na zona norte da cidade.

Os organizadores de eventos são responsáveis por, junto a secretaria municipal de Saúde, requererem a aprovação de evento-teste.

As condições para o público, artistas e quaisquer outros profissionais envolvidos na realização são: apresentar comprovação do esquema vacinal, ter testado negativo para a Covid-19 nas 48 horas anteriores ao evento e ficar em locais abertos.

Entre a quarta (8) e a quinta-feira (9) o estado do Rio de Janeiro registrou 17.736 casos novos de coronavírus, segundo o Painel da Covid-19 da secretaria de estado de Saúde (SES).

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e