Rio de Janeiro fará primeiro evento aberto sem medidas restritivas

A confraternização vai acontecer a partir das 14h do dia 15 de novembro no Parque Madureira e vai contar com a participação do Bispo Abner Ferreira

O prefeito Eduardo Paes anunciou nesta sexta-feira (12) durante o anúncio do 45° boletim epidemiológico da Covid-19 o primeiro evento aberto ao público sem nenhum tipo de restrição.

A confraternização vai acontecer a partir das 14h do dia 15 de novembro no Parque Madureira e vai contar com a participação do Bispo Abner Ferreira.

O evento é uma parceira da Prefeitura com a Assembleia de Deus de Madureira. O prefeito diz que será um momento de oração e gratidão. Além da parte religiosa, serão aplicadas vacinas contra a Covid-19 no local.

“Será a maior aglomeração nesse momento, se Deus quiser, de fim da pandemia”, disse.

Durante a coletiva, anunciada como a última para falar sobre a doença, Paes também comentou a revogação do decreto que liberaria o uso de proteção facial em ambientes fechados. Diferente de em outros momentos, pela primeira vez Paes decidiu não seguir a orientação do Comitê Científico de Enfrentamento à Covid (CEEC), composto por especialistas que assessoram a Secretaria Municipal de Saúde.

“Por que é que eu decidi não respeitar a decisão do comitê científico? Eu acho que tem uma questão importante, que é o sinal, aquilo que a gente comunica para a população. Na hora que a gente diz que tbm não pode usar dentro, parece que acabou por completo e não é assim”, explicou Eduardo Paes.

O Rio teve na última semana 17 óbitos em pessoa com Covid-19. Em relação a internações, são 45 pessoas internadas tratando os sintomas da doença. Desde o último boletim, divulgado há duas semanas, todo o município está com risco baixo de contaminação pela Covid-19. O indicador leva em consideração o número de internações e mortes pela doença.

O Rio tem hoje 99,9% do público-alvo vacinado contra a Covid-19. Em relação aos maiores de 18 anos, essa taxa é de 92,7% está com o esquema vacinal completo. Quanto à população total, esse índice é de 72,9%. A dose de reforço foi aplicada em 933 mil cariocas.

No dia 27 de outubro, foi publicado o decreto liberando o uso da proteção facial na cidade em locais abertos. O projeto de lei, aprovado na Assembleia Legislativa do Rio, autoriza o estado e as prefeituras fluminenses a flexibilizarem o uso de máscaras.

As autoridades terão que levar em conta o percentual de vacinação em cada cidade, o distanciamento social, o tipo de ambiente, a avaliação de especialistas, além de outros pontos definidos pela Secretaria Estadual de Saúde. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e