Rio com chuva intensa. Prefeitura de Macaé decreta calamidade

Quem utiliza o ramal Japeri, da SuperVia, pode ter dificuldade para chegar ao destino final

A madrugada desta quinta-feira (8) foi marcada por chuva intensa em diversas regiões do estado do Rio de Janeiro. Além de pontos alagados e de cidades em situação de alerta, o município de Macaé, no norte fluminense, declarou estado de calamidade devido a forte e permanente chuva.

Segundo nota oficial divulgada pela prefeitura, as aulas da rede pública de ensino estão suspensas. Também é recomendado que as pessoas evitem sair às ruas. As chuvas na cidade registraram 110mm, com previsão de 90mm ainda para hoje, de acordo com a Defesa Civil.

Na nota, a prefeitura de Macaé informa que uma força-tarefa está no Centro de Convenções para prestar atendimento.

Rio em alerta

O município do Rio está em estágio de alerta desde as 21h15 de ontem (7), informou o Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR), devido à atuação de áreas de instabilidade na Bacia da Baía de Guanabara e na capital fluminense. As áreas instáveis provocam pancadas de chuva com intensidade de moderada a forte, principalmente na zona norte.

A prefeitura recomenda atenção redobrada aos motoristas e pede que a população evite áreas sujeitas a alagamentos ou deslizamentos de terra. Em sua página no Twitter, o COR informa que a previsão para hoje é de chuva moderada no período da tarde, perdendo a intensidade a partir da noite. Há ainda previsão de ventos moderados a fortes ao longo do dia, com temperatura máxima prevista de 23ºC.

Orla

A Marinha também divulgou comunicado informando sobre o período de ressaca do mar. A expectativa é de que ondas de 2,5 metros de altura poderão atingir a orla do Rio, das 22h de hoje às 22h de amanhã (9). A prefeitura recomenda que a população evite banho e prática de esporte no mar, bem como a permanência em mirantes e na orla.

Trem

Quem utiliza o ramal Japeri, da SuperVia, pode ter dificuldade para chegar ao destino final. A estação Olaria está fechada para embarque e desembarque desde o começo da manhã, devido a alagamentos nos túneis de acesso dos passageiros.

A concessionário de trens informa que a estação tem bombas de sucção de água e que hoje está sendo utilizado ainda um equipamento extra, uma motobomba, para regularizar o serviço.

Aeroporto

Os aeroportos Santos Dumont e Galeão, os dois principais do estado, operam com o auxílio de instrumentos em razão da chuva. Apenas no Santos Dumont, 18 dos 51 voos previstos foram cancelados entre a 0h e as 11h de hoje, em razão das condições meteorológicas. Desse total, 15 estão atrasados e 18 ocorrem no horário esperado.

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e