Relatório acusa Bento XVI de não agir contra casos de abusos na Alemanha

Um relatório sobre os supostos abusos sexuais na arquidiocese de Munique, na Alemanha, acusa o então arcebispo e atual papa emérito Bento XVI de não ter agido em pelo menos quatro casos conhecidos ocorridos sob sua hierarquia.

O documento, encomendado pela arquidiocese a uma equipe de advogados e apresentado hoje, também destaca que Joseph Ratzinger refutou “fortemente” essas acusações. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e