Reconectando nosso HD para um final feliz

Quando pensamos que nada pode mudar o que começou errado, eis que a natureza se encarrega de mostrar o quão importante nos somos e como fazemos parte dessa engrenagem toda

Às vezes precisamos de um momento com nós mesmos para enfim, reorganizar nosso HD e colocar todos os nossos dados atualizados para enfim, sermos felizes.

Fim de tarde, olhar para o horizonte e não conseguir enxergar o óbvio. É assim que vivemos constantemente em nossa vidas. Todos os dias nos deparamos com inúmeras situações que serviriam de aprendizado em nossas existências, mas o que fazemos? As ignoramos veementemente. Por qual motivo? Não sei. Apenas suponho. O fato em si já seria algo que nos levaria a uma constante e não menos importante autocrítica.

Desde pequeno somos programados para o sucesso. Em alguns casos mais empolgados é dado a condição de passar por cima de seu semelhante quantas vezes forem necessárias e sem dó nem piedade. Para atingir seus objetivos, muitos não medem consequências. A destruição do senso de cooperação e compreensão ao próximo como um ser igual, com os mesmos direitos de você o torna uma pessoa sem a mínima empatia. Triste realidade.

LCD tv full HD e cérebro humano abstrato, o conceito do movimento da informação

Quando chegamos na fase da adolescência nos deparamos com realidades bem diferentes daquelas que acreditávamos ser nossa vereda ao sucesso. É quando começamos a criar mecanismos para a adaptação. Mudar o curso da nossa história nem sempre está ligado ao nosso desejo, pois fomos programados a buscar a nossa zona de conforto sempre. Essa informação nos é passada sem critérios e muitas vezes para chegarmos a ela temos um longo e árduo caminho a percorrer. E nem sempre chegamos.

Visando a ultrapassar a faixa de chegada ao sucesso, corremos atrás de várias possibilidades que nos levem até o primeiro lugar do podium, o degrau mais alto que determina quem é vencedor e quem é perdedor. É o nosso momento mágico, onde nos perguntamos muitas vezes, como chegamos até ali e logo uma rápida imagem se concentra em nosso cérebro passando um flashback de nossa vida. É muito bonito quando esse filme tem um roteiro de entrega, superação, disciplina e vitória. Acontece que existem muitas trajetórias que são calcadas em artifícios poucos ortodoxos.

Depois desse rápido e contundente pensamento sobre o roteiro que desejamos que conte a nossa passagem pela vida, cabe a nós, caso por algum motivo, percebamos que a linha entre o sucesso e o fracasso está tênue demais com a forma que estamos escrevendo a nossa rota ao sucesso.

Cabe a revisão e consequentemente as mudanças necessárias para que o final seja realmente o resultado da busca do amor, da felicidade e da realização profissional. Tendo essa tríade composta, é só seguir adiante e viver. E não esqueça de sempre que puder voltar para o fim de tarde com o sol se pondo no horizonte e agradecer por tudo.

Por

alexandre.mauro@oestadorj.com.br

Jornalista e comentarista esportivo. Moro em Niterói há 22 anos. Fã de cultura e esportes. Ex-editor em jornais na cidade do Rio de Janeiro. Atualmente me dedico à interatividade cultural. Acredito na importância da divulgação por todos os meios da cultura nesse país.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e