Qual o seu papel na transformação do Brasil?

Você já se fez esta pergunta?

Não falamos apenas de criar um negócio, contratar funcionários e se preocupar com o fluxo de caixa no final do mês. Empreender vai muito além dos muros da sua empresa. Começa no escritório, na formação de uma equipe empreendedora, continua na rua, ao transformar seu negócio em exemplo na vizinhança, se expande para a cidade em forma de inspiração e, aos poucos, constrói uma cultura mais empreendedora no Brasil e, quem sabe, no mundo. Não espere que os outros façam algo para transformar a cultura. Comece fazendo você mesmo. Afinal, você é quem é o empreendedor da história. E como começar?

Mostre sua “cara” para o Brasil

Uma boa forma de começar é seguir as dicas citadas aqui para cultivar uma cultura empreendedora no Brasil:

1) Seja o mentor de alguém

Não é preciso atingir o alto da montanha para começar a ser mentor de alguém. A soma dos seus erros e acertos pode gerar um aprendizado muito valioso para quem ainda está no começo da jornada. Coloque-se à disposição para marcar conversas, bate-papos e cafés com quem também está empreendendo ou ainda está apenas na faculdade. E aproveite esses encontros para provocar, alimentar e instigar o outro a pensar o novo diariamente!

2) Conte sua história para mais gente

Todo mundo tem um Day1, aquele dia em que a ficha cai e você percebe que toda a sua vida te levou até aquele momento. Com a consciência do seu papel no mundo, do que você tem para realizar e de quem quer levar com você, “louco” vai soar como um elogio para te definir. Compartilhe sua história com mais gente, nas conversas de bar, nos espaços de networking ou em um post no seu blog. Mas lembre-se de contar todas as curvas e percalços que passou, para ninguém acreditar que o sucesso é uma trajetória em linha reta.

O Brasil precisa de você

3) Troque a reclamação pela ação

Já existe muita gente falando que o Brasil não vai para frente. Em vez de incentivar essas discussões, cultive conversas mais otimistas e torne-se o exemplo. Encontre as lacunas de conhecimento que te impedem de ser um empreendedor, um gestor ou um líder melhor e busque a capacitação certa para você crescer.

4) Comece com o mais próximo

Antes de tentar mudar o mundo, o que você pode mudar na sua empresa? Forme equipes mais empreendedoras, adeptos à mudanças e inspirados a solucionar um problema dentro ou fora das paredes do escritório. No seu bairro, incentive ações de responsabilidade social, crie parcerias e provoque mudanças. Nas suas redes sociais, compartilhe conteúdos enriquecedores, ligados ao que você acredita, e que podem ajudar outras pessoas a empreender também.

Resumindo, empreendedorismo é um hábito, ou seja, um conjunto de práticas. E essas práticas sempre podem ser aprendidas, praticadas e aperfeiçoadas.

Você não nasceu empreendedor e tem apenas dois caminhos para seguir: viver de desculpas ou resolver problemas. O que você escolhe?

Sei que você é uma pessoa super capaz e vai continuar seguindo em frente com suas ideias, propostas, propósitos e sonhos.

Eu acredito em você!

Por

leny.espinola@oestadorj.com.br

* Radialista, Fotógrafa e Palestrante Motivacional.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e