Publicidade online e mecanismo de pesquisa de categoria adulto – é possível?

É compreensível que a mídia social e os mecanismos de pesquisa tenham um pouco de escrúpulos em relação à publicidade e promoções na categoria adulto, em particular para sex shop. Um profissional de marketing digital está constantemente contra o desafio (e não apenas nesta categoria) de ‘o que podemos fazer pelo cliente’, de forma que também ​​não viole as regras de uma plataforma e, neste caso, respeitando o público.

Facebook (e Instagram), Twitter, Pinterest, Google e Bing, todos têm basicamente as mesmas regras para a categoria de publicidade para adultos. Você pode promover produtos para sexo seguro, por exemplo, os preservativos, mas você não pode promover produtos para melhorar o sexo ou para o prazer sexual. E, obviamente, todos os anúncios devem ser direcionados apenas a maiores de 18 anos.

Quais são as soluções alternativas para a publicidade online de categoria adulto?

Publicidade nas redes sociais pode ser feita para categorias adultas, você só precisa ser um pouco esperto se quiser escalar para o sucesso.

Tome as ideias abaixo como inspiração para construir sua própria solução alternativa, sabemos que os produtos de sexshop ainda serão proibidos por um tempo, mas por enquanto temos que trabalhar com essas soluções alternativas.

Não use uma imagem do produto.

É proibido em quase todos os lugares, e mesmo se você postar (não em um anúncio), ele atingirá um ‘filtro gráfico/adulto’ e precisará ser desbloqueado, fazendo as pessoas pensarem instantaneamente ‘o que é isso pornografia?’ 

Não mencione isso no título.

É bastante claro que você não pode mencionar que seu produto é um vibrador ou algo parecido no título da sua página, você não pode mencionar que o produto é para o prazer sexual ou para melhorar sua vida sexual, pelo menos não no texto do anúncio ou na imagem.

Pense em usar imagens divertidas e interessantes, não apenas de sua embalagem, não há nada mais chato do que uma foto de sua caixa. Ela não vende seu produto, não importa se você cubra-o com penas ou rosas, mas isso envolverá as pessoas, talvez encontre uma maneira de envolver os usuários com um conteúdo que seja tangencial ao seu produto, muitas vezes é mais fácil encontrar imagens para esse tipo de conteúdo do que diretamente para brinquedos sexuais.

Sexo é normal, sex toys são normais. Pare de pensar nisso como desagradável. E o mais importante, pare de usar a linguagem ‘travessa’ para descrever seus produtos.

Dica final, evite personalizar seus anúncios. Em particular, o Facebook não gosta de anúncios que são focados em indivíduos e que promovem produtos ou serviços para eles. Não use linguagem como ‘você precisa’ ou ‘você poderia’ ou ‘esta pode ser sua’ ou ‘a melhor coisa que você’ simplesmente não ajuda.

Fora da mídia social, aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a anunciar na categoria adulto:

Vá para o nativo e orgânico, use a mídia social e também o blog, e faça parceria com outros blogueiros, se você tiver um produto, alcance e construa um relacionamento. Finalmente, não se esqueça de que o Google e o Bing permitem anúncios, você só precisa ter cuidado com o que vai dizer, siga as regras deles ao máximo ou você será banido de toda a sua conta.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e