Promessa de reduzir ação militar não significa cessar-fogo, diz Rússia

Mais cedo, negociadores russos se comprometeram a reduzir drasticamente a atividade militar em torno da capital ucraniana, Kiev, e da cidade de Chernihiv, no Norte, no sinal mais claro de progresso em direção a um acordo de paz

A promessa da Rússia de reduzir as operações militares em Kiev e no Norte da Ucrânia não representa um cessar-fogo, e as negociações de um acordo formal com Kiev ainda têm longo caminho a percorrer. A afirmação foi feita hoje (29) pelo principal negociador de Moscou nas conversas de paz com a Ucrânia, Vladimir Medinsky.

Mais cedo, negociadores russos se comprometeram a reduzir drasticamente a atividade militar em torno da capital ucraniana, Kiev, e da cidade de Chernihiv, no Norte, no sinal mais claro de progresso em direção a um acordo de paz.

“Isso não é um cessar-fogo, mas essa é a nossa aspiração: chegar gradualmente a uma redução do conflito, pelo menos nessas frentes”, disse VMedinsky em entrevista à agência de notícias Tass, referindo-se à promessa russa. 

Para ele, a Rússia deu um segundo grande passo ao concordar com possível reunião entre os presidentes dos dois países assim que um acordo de paz for alcançado.

“No entanto, para preparar esse acordo em uma base mutuamente aceitável, ainda temos um longo caminho a percorrer”, afirmou.

Reuters

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e