Projeto das Fake News “não vai vingar”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que o projeto que cria a Lei das Fake News, aprovado na véspera pelo Senado e que segue para a tramitação na Câmara, “não vai vingar” e defendeu que haja “liberdade” de manifestação.

Em rápida fala a apoiadores no Palácio da Alvorada, transmitida nas redes sociais, Bolsonaro disse que o projeto foi aprovado por uma diferença pequena de votos — 44 votos a favor e 32 contra — e indicou que, mesmo se passar na Câmara, poderá vetar a proposta.

“Acho que na Câmara vai ser difícil aprovar. Agora se for, cabe a nós ainda a possibilidade de veto, tá ok? Acho que não vai vingar esse projeto, não”, disse.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou no Twiter que a proposta “vai garantir a transparência nas redes sociais e o combate às notícias falsas na internet”. Senadores aprovaram o parecer do senador Angelo Coronel (PSD-BA).

Nesta quarta, Bolsonaro disse que é preciso ter “liberdade”.

“Tem que ter liberdade, ninguém mais do que eu é criticado na internet e nunca reclamei. E, no meu Facebook, quando o cara faz baixaria, eu bloqueio. É um direito meu”, disse.

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e