Presidente de patronal da Nicarágua é detido ao sair do Ministério Público

O empresário Michael Healy, presidente do Conselho Superior da Empresa Privada (Cosep), principal patronal da Nicarágua, foi detido pela Polícia Nacional nesta quinta-feira ao sair do Ministério Público, denunciou a opositora Aliança Cívica pela Justiça e a Democracia, grupo ao qual pertence.

A prisão de Healy, um crítico do governo presidido pelo sandinista Daniel Ortega, ocorre um dia após o Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) ter exigido a libertação “imediata” dos candidatos presidenciais e dos presos políticos na Nicarágua, faltando 17 dias para as eleições nas quais o presidente tentará ser reeleito. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e