Presidente de Cuba critica instigação “permanente” dos EUA na ONU

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, criticou nesta quinta-feira, na Assembleia Geral da ONU, a instigação “permanente” dos Estados Unidos e as medidas de coação econômica que Washington impõe a outros países.

Em discurso virtual durante o debate de alto nível da 76ª sessão do órgão da ONU, Díaz-Canel afirmou que os EUA utilizam sanções econômicas como instrumento central da sua política externa para ameaçar e pressionar outros países. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e