Presidente de Cuba ataca relatório sobre direitos humanos feito pelos EUA

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, qualificou nesta quinta-feira de “indigno, imoral e mentiroso” o relatório anual do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre a situação dos direitos humanos, em que são mencionadas torturas, execuções e outros abusos cometidos na ilha caribenha.

“Eles recorrem à retórica infame de sempre caluniar uma ilha heróica que sofre embargo imposto, criminalmente, pelo governo dos EUA, causando enormes danos ao povo cubano”, escreveu o chefe de governo, em postagem no Twitter.

EFE

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e