Presidente da Tunísia dissolve parlamento após tê-lo suspendido 8 meses antes

O presidente da Tunísia, Kais Saied, dissolveu nessa quarta-feira o parlamento do país, que estava suspenso “temporariamente” desde julho do ano passado, horas depois de o Legislativo ter aprovado por unanimidade um projeto de lei para anular todos os decretos presidenciais adotados durante o estado de exceção decretado em 2021.

A medida foi anunciada no Conselho de Segurança Nacional “para preservar o Estado e suas instituições” depois que a Assembleia desafiou o presidente com uma sessão de votação online, na qual participaram 116 dos 217 deputados, e que a ministra da Justiça, Leïla Jaffel, descreveu como “conspiração” contra a segurança do Estado, razão pela qual ordenou a abertura de um inquérito contra os envolvidos. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e