Presidente da Câmara de Mesquita e funcionários agora são réus

Sancler se aproveitou de sua função na Câmara para liderar um esquema que envolvia crimes como peculato e a nomeação de funcionários fantasmas

A Justiça do Rio de Janeiro aceitou a denúncia do Ministério Público Estadual contra o presidente da Câmara Municipal de Mesquita, na Baixada Fluminense, Sancler Nininho, acusado de liderar uma organização criminosa que desviava verbas públicas da cidade.

A denúncia do Ministério Público apontou que Sancler se aproveitou de sua função na Câmara para liderar um esquema que envolvia crimes como peculato (desvio de verbas) e a nomeação de funcionários fantasmas, cujos pagamentos eram recebidos pelos membros da organização.

De acordo com as investigações, Sancler transferiu a Hevandro a responsabilidade de emissão de cheques, para assim receber indenizações que seriam pagas a funcionários exonerados da Casa. Os valores eram entregues a Winkler, que os repassava ao vereador e dividia o restante entre os outros envolvidos.

Além de Sancler, a juíza Juliana Benevides, da 1ª Vara Criminal Especializada, tornou réus outras sete pessoas: Winkler Ferreira Gouveia, cunhado do vereador; Thiago Rodrigues, chefe de RH; Elaine Izolani, diretora Orçamentária e Financeira da Câmara; Elieser Correa, marido de Elaine e diretor Financeiro; Hevandro Menezes, chefe de protocolo; Marcelo Alves França; e Carlos Henrique Siqueira, funcionários.

O MP também relatou que, em alguns casos, como o de Elaine, servidores eram nomeados por Sancler para cargos na Câmara, mas não compareciam ao trabalho. Já os investigados Elieser, Marcelo, Carlos Henrique e Thiago se omitiram propositalmente aos crimes cometidos pelo grupo, segundo a investigação.

A magistrada abriu prazo para que as defesas se manifestem antes de decretar a prisão preventiva e o afastamento do cargo dos acusados, solicitados pelo MP.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e