Presidente da Câmara de Kiev diz que cidade está em lei marcial

Parte da população dirigiu-se aos pontos de abrigo definidos como estações de metrô, parques de estacionamento subterrâneos e mais cerca de 5 mil locais disponíveis

Desde a chegada das primeiras notícias sobre explosões em Kiev, centenas de pessoas começaram a fugir da capital ucraniana. Apesar dos apelos do prefeito de Kiev para que a população ficasse em casa, longas filas se formaram no centro da cidade.

Parte da população dirigiu-se aos pontos de abrigo definidos como estações de metrô, parques de estacionamento subterrâneos e mais cerca de 5 mil locais disponíveis. Centenas de pessoas se dirigiram para uma das principais estações de comboio de Kiev para se abrigar, mas também para tentar deixar a cidade.

Há também uma autêntica corrida aos postos de abastecimento, a caixas de multibanco e outros serviços.

Desmilitarização

O presidente da Câmara dos Deputados da Rússia afirmou que a única maneira de evitar a guerra na Europa é a “desmilitarização” da Ucrânia, informou a agência de notícias RIA.

Vyacheslav Volodin, legislador de alto escalão do Parlamento russo, é aliado próximo do presidente Vladimir Putin. RTP

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e