Prefeitura de São Paulo lança versão eletrônica de identidade para pets

O documento, timbrado e numerado, apresenta, além dos dados do animal, informações sobre o tutor

A prefeitura de São Paulo lançou nesse sábado (13) uma versão eletrônica do Registro Geral do Animal (RGA) para os pets dos municípios.  O documento estará disponível a partir do dia 15 e será mais moderno e atrativo para os tutores. A identificação é obrigatória na cidade desde 2001 e é emitida online, gratuitamente. O documento, timbrado e numerado, apresenta, além dos dados do animal, informações sobre o tutor.

De acordo com o prefeito Ricardo Nunes, a cidade de São Paulo busca fortalecer a política pública de proteção animal para atender às demandas da população e facilitar o acesso a elas.

“Estamos numa cidade que gosta e cuida dos seus animais. É necessário manter um olhar especial com todos, como fazem entidades que ajudam na proteção aos animais, como, por exemplo, a União Internacional Protetora dos Animais (Uipa), com 126 anos de existência”, disse.

O serviço oferecido pela Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap) funciona como uma carteira de identidade para bichos de estimação e é emitido para cães e gatos com idade superior a três meses. O animal registrado recebe uma plaqueta com o número do registro correspondente e deve usá-la permanentemente presa à coleira.

O RGA eletrônico, além de moderno, é mais um incentivo à identificação dos animais do município.

“É fundamental que os tutores façam o RGA e mantenham a plaqueta de identificação em seus cães e gatos. Muitos animais perdidos ou roubados puderam reencontrar suas famílias porque estavam com a plaqueta de identificação presa na coleira”, afirmou a coordenadora da Cosap, Analy Xavier.

Para fazer o documento é preciso do RG e CPF do tutor, comprovante de residência atualizado em nome do tutor (emitido nos últimos 90 dias), foto do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver. A solicitação pode ser feita online por meio do Portal SP156.

Para o munícipe que preferir, o serviço também poderá ser solicitado presencialmente. Para isso, é necessário comparecer a uma das praças de atendimento da prefeitura e apresentar os documentos necessários. Se for feita de forma presencial, é necessário agendar horário em uma das 17 praças de atendimento municipais. Mais informações pelo telefone 156.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e