Prefeito de Lima é destituído por conciliar cargo com gerência em estatal

O prefeito de Lima, Jorge Muñoz, foi destituído do cargo nessa quarta-feira por ter violado a Lei dos Municípios, já que, em 2019, exercia seu trabalho à frente do gabinete ao mesmo tempo em que ocupava o posto de gerente na empresa estatal Serviço de Água Potável e Esgoto de Lima (Sedapal).

O plenário do Júri Nacional Eleitoral (JNE) declarou “fundado”, em segunda e última instância, o pedido de destituição de Muñoz após um cidadão ter apresentado um recurso contra um acordo da Câmara Municipal de Lima .Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e