Portugal registra em 2021 mais mortes do que nascimentos pelo 13º ano seguido

Portugal registrou mais mortes do que nascimentos em 2021 pelo 13º ano consecutivo e viu piorar seu equilíbrio natural, que se situou em 45.220 pessoas, o pior número desde a pandemia da gripe espanhola de 1918.

No ano passado, nasceram 79.582 pessoas, 5,9% a menos do que no ano anterior, quando teve início a pandemia da covid-19, enquanto foram registrados 124.802 mortes neste período, 1.444 a mais, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística português (INE). Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e