Polícia Federal prende no Rio suspeito de abusar de crianças

De acordo com a PF, a identificação do agressor sexual de crianças foi feita com o uso de meios tecnológicos e técnicas sofisticadas de investigação

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã de hoje (9), a segunda fase da Operação Capiens, contra pedofilia, que começou em novembro do ano passado. O nome Capiens vem do latim e significa capturar.

Na ação desta quarta-feira, desenvolvida no âmbito do Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos, agentes prenderam um suspeito de abusar, produzir e vender material pornográfico envolvendo crianças.

O mandado de prisão preventiva foi cumprido pelos policiais federais em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro.

De acordo com a PF, a identificação do agressor sexual de crianças foi feita com o uso de meios tecnológicos e técnicas sofisticadas de investigação. Além dos abusos, o agressor filmou as cenas de violência e depois usou perfil em “famosa rede social para vender o material a compradores nacionais e estrangeiros”.

Ainda conforme a PF, “para a prática dos crimes, o investigado, cujo nome não foi divulgado, valia-se da relação de confiança para ter fácil acesso à vítima”.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e