PF realiza operação contra pornografia infantil na Baixada Fluminense

Verificou-se, que o disseminador do material de cunho pedófilo usava o número de telefone do avô para fazer os compartilhamentos, a fim de burlar eventual identificação

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (15), a Operação Puer Praesidium, para investigar a prática dos crimes de armazenamento e compartilhamento de material pornográfico infantil. Os agentes cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do alvo das apurações, no município de Mesquita, na Baixada Fluminense.

Segundo a corporação, as investigações começaram em 2021, após recebimento de notícia-crime encaminhada por um integrante de um grupo de WhatsApp. Os agentes identificaram que nela tinham sido compiladas diversas imagens da tela do grupo (print screen),  “evidenciando o compartilhamento de material pornográfico infantil por diversos membros”, observou a PF.

A partir desse ponto, verificou-se, que o disseminador do material de cunho pedófilo usava o número de telefone do avô para fazer os compartilhamentos, a fim de burlar eventual identificação. Foram apreendidos computadores, notebooks e dispositivos de acesso à internet, informou a corporação..

De acordo com a PF, o nome da operação, Puer Praesidium, é um brocardo [princípio ou axioma jurídico] latino, que significa proteção infantil.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e