PF combate grupo criminoso especializado em crimes financeiros

Segundo a PF, ao menos R$ 13,5 milhões foram movimentados por intermédio de contas bancárias vinculadas aos investigados, nos últimos três anos

Uma organização criminosa especializada nos crimes de evasão de divisas, câmbio ilegal e lavagem de dinheiro foi desarticulada, nesta quarta-feira (1º), pela Polícia Federal (PF), durante a Operação Massari. Os investigados atuavam na fronteira do Brasil com Uruguai, entre Santana do Livramento e Rivera.

O grupo criminoso também tinha ramificações no estado de São Paulo e litoral de Santa Catarina para executar o fluxo de dinheiro ilícito dessas regiões para a fronteira sul do Brasil e posteriormente para o Uruguai, a China, Argentina e o Chile.

Segundo a PF, ao menos R$ 13,5 milhões foram movimentados por intermédio de contas bancárias vinculadas aos investigados, nos últimos três anos.

“Porém, estima-se que a movimentação financeira paralela seja muito superior, visto que a maior parte das operações se dá através de dinheiro em espécie”.

Cerca de 40 policiais federais cumprem desde o início da manhã dez mandados de busca e apreensão, em Santana do Livramento e um na cidade de São Paulo, além de ordem de bloqueio de contas bancárias e a indisponibilização de veículos.

De acordo com a PF, o nome da operação, Massari, é uma expressão usada pelos investigados ao se referirem às transações com dinheiro em espécie.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e