Partido denuncia “fraude eleitoral” na Nicarágua e diz que “não voto” ganhou

O partido Caminho Cristão Nicaraguense (CCN), um dos que disputaram as eleições gerais de domingo na Nicarágua, denunciou uma suposta fraude eleitoral em favor da Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN), legenda do presidente do país, Daniel Ortega, que se reelegeu.

Segundo o CCN, as autoridades eleitorais do país centro-americano falsificaram o números de eleitores participantes. O partido alega que a real participação nas urnas foi de 25% dos cidadãos aptos a votar. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e