Parlamento do Equador abre 2º debate sobre lei de aborto após estupro

O parlamento do Equador iniciou nesta terça-feira o segundo debate sobre o projeto de lei sobre aborto após estupro, enquanto grupos de feministas se reuniram em torno da Assembleia Nacional apesar da sessão ter sido realizada virtualmente.

A sessão começou às 9h30 (horário local, 11h30 de Brasília) com a leitura do relatório majoritário elaborado pela Comissão Parlamentar de Justiça, que reduziu o prazo do aborto voluntário de 28 para 20 semanas de gestação como limite para mulheres maiores de idade e 22 semanas para menores de 18 anos. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e