Pandemia da Covid-19 pode fazer ruir a zona do euro, alerta ministro francês

A pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus pode fazer ruir a moeda única da União Europeia, conforme previu nesta segunda-feira o ministro da Economia da França, Bruno Le Maire, que ainda admitiu a possibilidade do país ter a maior recessão desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

“É uma crise global. Um dos meus pontos de inquietude é a capacidade da zona do euro para resistir”, admitiu o integrante do governo liderado por Emmanuel Macron, em audiência no Senado.

Para Le Maire, é importante que haja uma atuação conjunta entre os países-membros da União Europeia, para evitar que cresçam as divergências econômicas entre os países, o que tornaria inviável a manutenção de uma moeda única.

A crítica foi dirigida a Alemanha, por exemplo, assim como nações como economias mais sólidas, que “colocam sobre a mesa cifras astronômicas para proteger a economia local”, consequentemente, ficando aptas para uma recuperação mais rápida após a crise, enquanto outras, como a Itália, não teriam condições de crescer.

Por outro lado, o ministro da Economia elogiou as medidas tomadas pelo bloco comunitário, como o programa de apoio do Banco Central Europeu, a flexibilização do pacto de estabilidade e a suspensão de vetos a ajudas de governos para empresas, embora admita que “não é o suficiente”.

Sobre a queda da economia francesa, Le Maire apontou que a contração do Produto Interno Bruto (PIB) será maior que os 2,2% negativos registrados em 2009, a pior taxa até agora desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Por isso, o titular da pasta, diante dos senadores, defendeu as medidas “inovadoras” do governo, que estão voltadas, principalmente, para a proteção dos trabalhadores afetados pelos empregos perdidos em consequência da pandemia. EFE

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e