Organizadores defendem Bienal de Cuba contra boicote de críticos ao governo

Os organizadores da XIV Bienal de Havana rejeitaram nessa quarta-feira o boicote promovido por artistas críticos, que consideram que o evento não deve ser realizado devido às detenções, prisões domiciliares e exílios forçados de criadores cubanos.

O diretor do Centro de Arte Contemporânea Wifredo Lam, Nelson Ramírez, disse que a Bienal tem o compromisso de ser um ponto de diálogo e intercâmbio “sem preconceitos” entre os artistas, razão pela qual negá-la “implica partir de uma posição anticultural e excludente”. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e