Organizações internacionais denunciam morte de 100 prisioneiros em Cuba

Organizações civis internacionais denunciaram nesta quarta-feira no México a morte de pelo menos 100 prisioneiros em Cuba em “condições desumanas”, além de métodos de tortura contra manifestantes que participaram dos protestos históricos de 11 de julho de 2021.

“As prisões cubanas são caracterizadas pela superlotação. Documentamos a propagação de doenças como a sarna, e a pandemia aumentou o problema. Pelo menos 100 pessoas morreram na prisão em condições desumanas”, disse o pesquisador José Gallego, da associação Cubalex. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e