Oposição venezuelana denuncia novas execuções extrajudiciais

O bloco liderado por Juan Guaidó de oposição ao governo de Nicolás Maduro na Venezuela denunciou nesta terça-feira que durante o ano passado ocorreram pelo menos 525 execuções extrajudiciais no país e alertou sobre o ressurgimento desta prática, que constitui uma violação dos direitos humanos.

De acordo com um relatório apresentado por uma comissão de direitos humanos ligada a Guaidó, as execuções extrajudiciais foram cometidas pela Força Especial de Ações da Polícia Nacional Bolivariana (Faes-PNB), uma entidade que a Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pediu que fosse dissolvida. EFE

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e