ONU denuncia longa lista de irregularidades nas eleições na Nicarágua

As eleições realizadas no último dia 7 de novembro na Nicarágua, nas quais o presidente Daniel Ortega obteve 75% dos votos, foram cercadas de diversas irregularidades e grande parte da oposição foi impedida de participar delas, afirmou nesta terça-feira o Escritório da ONU para os Direitos Humanos.

A alta comissária adjunta das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Nada Al-Nashif, disse hoje que estas eleições foram uma oportunidade perdida para a Nicarágua avançar “para uma solução pacífica e democrática para a crise política, social e dos direitos humanos que afeta o país desde 2018”. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e