ONU cobra que México solucione caso de jornalista que teria sofrido torturas

A ONU Mulheres e o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ONU-DH) cobraram nesta quinta-feira o governo do México pela elucidação “das agressões contra a jornalista Lydia Cacho, torturada em 2005”.

Após um tribunal do estado de Quintana Roo absolver o empresário José Kamel Nacif das acusações ser responsável pela violência contra a profissional de imprensa, as agências da ONU “lembram da obrigação das instituições do Estado mexicano de garantir uma investigação efetiva dos crimes e das violações aos direitos humanos. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e