OMS estima que 500 mil refugiados na Polônia sofrem impacto na saúde mental

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 500 mil dos 2,1 milhões de refugiados da Ucrânia que partiram para a Polônia precisam de atendimento de saúde mental, sendo que 30 mil deles apresentam doenças mentais graves.

A informação foi divulgada nesta terça-feira, a representante da OMS para a Polônia, Paloma Cuchi. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e